Wallace Oliveira | Bate-Papo

03 de Setembro de 2018

Com a proposta de apresentar a guitarra portuguesa em novas abordagens musicais, mas sem deixar de destacar sua presença indispensável no fado, o grupo apresenta músicas do primeiro álbum “Nova” e arranjos que combinam o choro, o baião, a bossa nova, o samba, as guitarradas portuguesas e a world music.

Perguntas

  1. Bora começar a falar um pouco desse sotaque nordestino que a gente percebeu nesse show de hoje? Quando pensou no repertório ele foi surgindo naturalmente com esse acento?
  2. Wallace, enquanto você estava tocando a “Bachianinha” a gente percebeu que você estava mexendo várias vezes na afinação. Foi o instrumento que estava desafinando? Como é a afinação de uma guitarra portuguesa?
  3. Fale um pouco desse violão de 7 cordas, você disse que o seu violão tem uma diferença do violão do choro?
  4. Eu não conhecia a guitarra portuguesa, será que o frevo tem influência do fado, ou é só na sua técnica? Já tinha visto guitarra portuguesa em outra formação?
  5. Quando vocês levaram um choro na guitarra portuguesa pra Portugal, como foi a reação do público?
  6. Fale sobre a relação professor-aluno? Como se deu a tradição de roqueiro para a guitarra portuguesa?
  7. Já tem um disco, já tem esse registro?
  8. Você começou a tocar a guitarra meio que por acaso, mas existem métodos e técnicas da guitarra portuguesa?
  9. Qual é a coisa mais importante pra adotar a técnica da guitarra portuguesa? É próxima do bandolim?
  10. Fale um pouco da sua temporada com Edson Cordeiro, e da sua experiência de tocar com um artista como ele?
  11. O que vocês acham desse projeto do Sesc e, na opinião de vocês, a música instrumental tem conquistado novos espaços no Brasil e em Portugal?
Voltar ao topo

Programação SescTV

17 de Agosto

  • 14:00Passagem de Som - Gilson Peranzzetta e Wagner Tiso
  • 14:30Instumental Sesc Brasil - Gilson Peranzzetta e Wagner Tiso
  • 21:32Passagem de Som - Gilson Peranzzetta e Wagner Tiso
programação completa